Destaques Vídeos

Vídeo: Analisando Looks Antigos!

2 de agosto de 2016

Oi gente!

Como prometido, hoje mais cedo liberei no canal (youtube.com/blogdathai) o vídeo em que eu analiso looks antigos.
Fiquei muito feliz com o resultado do vídeo, que foi uma ideia da minha amiga Nayara. E mais feliz ainda de estar voltando pro canal.

Então bora conferir o vídeo novo?

Não deixe de se inscrever no canal pra receber as próximas novidades em primeira mão, e se você gostou do vídeo, saiba que seu like é muito importante pra mim!

Grande beijo,

Thai.

24aos24 Destaques

24aos24: Voltar para o Youtube!

1 de agosto de 2016

Oi gente!

Mais uma semana de 24aos24, e a medida que as semanas passam, vai ficando mais difícil pensar no que trazer pra cá, uma vez que quero levar a sério esse desafio e separar os desejos momentâneos dos desejos que quero realmente, é um pouco confuso. haha
Mas de uns tempos pra cá, depois de ter pensado e até compartilhado no Snap o por que de ter parado de gravar pro canal do Youtube, resolvi voltar mesmo que as coisas ainda não estejam 100%.

Depois de toda a mudança que ocorreu na minha casa (eu e o Di não moramos mais sozinhos por um tempo indeterminado), eu perdi a privacidade pra gravar e também o meu cenário. Quem já assistiu meus vídeos sabe que eu gravava na sala, onde é o lugar mais iluminado na casa. Além disso, tem o fato de raramente estar sozinha em casa e ter silêncio pra gravar. Pode crer que isso atrapalha demais.

Mas depois de analisar o melhor horário pra gravar com a luz do dia e o horário de mais silêncio em casa, ainda tem o impasse com o conteúdo. Eu já compartilhei esse impasse no snap, mas sei que nem todo mundo me segue por lá, mas é seguinte: acredito que o meu conteúdo principal seja moda. Porque é o assunto que eu mais gosto de falar, é perceptível aqui no blog. Mas por um tempo pensei bastante em como colocar esse conteúdo em vídeo. Ainda não estou completamente segura do que vou fazer, mas vou tentar.

Eu não me arrependo dos vídeos que já tem no meu canal, no entanto, mesmo que eu goste de assistir tags e até pense em gravar algumas futuramente, não quero que o meu foco seja esse. Quero compartilhar com vocês um conteúdo de qualidade, do meu jeito. A ajuda de vocês é essencial! O que vocês tiverem de sugestões de vídeos, podem me dizer que farei o possível pra gravar. Eu adoro quando vocês entram e contato comigo pra me sugerir algo, fico tão feliz! *-*Além de sugestões, críticas construtivas e aquele toque sobre “faz mais vídeos assim” ou “não faz mais vídeos assim”, também é bem-vindo!

E pra mostrar que tô levando a sério esse desafio, amanhã já tem vídeo novo! Gravei a sugestão da minha amiga Nayara, que me pediu pra gravar a Tag “Analisando looks antigos”, no entanto eu não segui a tag e peguei uns looks bem antiguinhos pra mostrar pra vocês como eu mudei demais o meu estilo, comentei sobre eles e contei umas historinhas do dia em que usei o look. Tá muito legal!

E aí, me ajuda nessa volta? Gosta de vídeos de comprinhas? Vídeos que contam histórias? Dicas de moda? Conta pra mim!

Meu canal é youtube.com/blogdathai
Se ainda não é inscrito, se inscreva pra receber as novidades em primeira mão. 😉

Grande beijo,
Thai.

Destaques Maquiagem

Top 5: Batons que eu não consigo usar! #DiaDoBatom

29 de julho de 2016

Oi gente!

Dia 29 de julho é comemorado o Dia do Batom, e então eu resolvi trazer aqui pro blog algo relacionado sobre o assunto, mesmo que o último post já tenha sido sobre batom também. Pois bem, a princípio pensei em fazer um top 5 de batons preferidos versão 2016, já que a versão 2015 você pode encontrar AQUI. Foi um dos primeiro posts aqui do blog, e umas coisas mudaram de lá pra cá. Esse post pode aparecer futuramente aqui pelo blog, no entanto, pra esse dia, achei mais divertido trazer a minha lista de batons close errado. haha Ou seja, aqueles batons que eu tenho, mas não consigo usar por algum motivo. Seja pela cor, acabamento, dificuldade de aplicação ou apenas birra mesmo. :p Acontece né?

Vamos conferir?

1 – 96 Nude, Dailus. nude

O mais engraçado neste caso, é que o mesmo batom entrou pra lista de queridinhos do ano passado. Como a gente muda de gosto, não é mesmo? De lá pra cá, esse nude cremoso que me deixa com aquela carinha de doente, foi ficando de lado até ser praticamente esquecido. A parte feliz é que eu achei um novo nude pra chamar de queridinho. Aguardem! 😉

2 – 138 Papaya, Avon.
coral

Um pouco chateada na que foto a cor não saiu fiel ao que realmente é. Comprei esse batom há uns anos já, e descobri da pior maneira que batons em tons de laranja não são pra mim. Na verdade não é meu tom preferido em ninguém. No caso desse batom, o acabamento também não me agrada. Um completo close errado. haha

3- 230 Sorrisos, O Boticário.rosa

Esse batom é vibes Snob da Mac, que fez um baita sucesso há anos atrás, porém não me agrada. Mas Thai, se não te agrada, por que comprou? Diferente dos outros, esse eu ganhei em uma promoção do O Boticário, e como cavalo dado não se olha os dentes, como diz a minha vó, recusar é que eu não ia, né? Eu já tive esse batom antes, que eu também não comprei. E por ele ser bem claro, é uma opção para misturinhas. Ele é bem seco, o que é um ponto positivo. Mas deixa os dentes super amarelados, o que faz os pontos positivos desaparecerem.

4 – Macavo, Dailus Pro.
roxo

Em um primeiro momento esse batom não tem nada de errado, eu o quis muito até comprar, e depois que comprei nunca usei. Acho a cor bonita, no entanto não pro dia a dia (no meu gosto). E as vezes que saí a noite, preferi qualquer outro batom queridinho. E aí ele foi ficando esquecido. Ontem, ao passar para tirar as fotos, vi que ele também é chatinho de aplicar, é quase uma massinha. Tenho um batom líquido que de tão líquido é muito chato de aplicar. Nesse caso é o oposto. Outro fator negativo que percebi foi o cheiro, ele tem um cheiro forte que não é característico dos batons líquidos da Dailus. Ah, e ele transfere. Se você colar os lábios, ele sai e dá retrabalho. Mas além de tudo isso ainda tenho esperanças de usá-lo, é o único da lista que não é totalmente descartável.

5 – Azul, Hator Batom.
azul

Esse batom já teve um post inteirinho só pra ele aqui no blog, você pode ler AQUI. Na época, quis fazer um post sobre batons azuis e fui atrás de um baratinho pra testar. Custou uns R$8,00 se não me engano, e não me arrependo de ter comprado, mesmo ele não sendo usável. Não digo pela cor, porque acho realmente muito legal batom azul. Mas sim pela qualidade do batom em si. Pra tirar umas fotos é bem ok, mas alguns fatores fazem com que ele não seja a melhor opção. Ontem, ao passar pra tirar as fotos, ele estava ainda mais difícil de passar do que da primeira vez. A sensação é de estar passando um giz de cera na boca, acho que o cheiro contribuí bastante pra essa sensação. Sem contar que ele mancha, e não fica direitinho na boca. Por isso nas fotos ele parece bem mal passado, quando na realidade, não dava pra fazer melhor.

Ufa! Esse foi o Top 5 fail do dia do batom. E gostaria de saber se você tem alguma opinião diferente sobre algum deles, ou se concorda com tudo. Me conta que eu vou adorar saber.

Grande beijo de batom vermelho,
Thai.

Destaques Maquiagem

Resenha: Batom Matte Stick Vult – Cor 2

27 de julho de 2016

Oi gente!

Essa semana eu mostrei no snap a minha mais nova aquisição de batom, que por acaso era um que eu estava desejando há um tempinho. É uma das doze cores da coleção da Vult de Batom Stick (em forma de caneta). A escolhida entre as doze lindas cores foi a número 2, e eu resolvi resenhar pra vocês, já que faz tempo que não faço isso.

Vamos ver?

O que a Vult diz:Matte Batom Stick é o batom da Vult em formato de caneta. Prático e moderno, oferece mecanismo retrátil que dispensa o uso de apontador. Com o sofisticado efeito matte, promove excelente cobertura e duração prolongada, mantendo os lábios confortáveis, hidratados e coloridos por horas.”

cor 2

Cor: Desde que vi falar sobre essa coleção, duas cores me chamaram a atenção, sendo elas a Cor 2 e a Cor 11, que é um roxo bem bonito. E por ter uns três batons puxados pro roxo, não quis investir em mais um batom dessa cor. Foi aí que quando encontrei o batom pra comprar, a Cor 2 me ganhou de vez. Ele é considerado um nude puxado pro malva, e na minha opinião é como um marsala mais claro. Achei super bonito, um batom que pode ser tranquilamente usado no dia a dia.

IMG_2980

Aplicação: Super fácil de aplicar, o formado ajuda bastante na aplicação, dá pra fazer o contorno super direitinho, o que é ótimo para as cores mais escuras. É um matte confortável, ele desliza nos lábios facilmente. Isso é um ponto positivo no inverno, onde os lábios tendem a ressecar.

Durabilidade: Mesmo sendo matte, os batons em bala tem a tendência de transferir um pouco, mas ainda assim achei a duração boa. Eu usei pra ir para o estágio e retoquei apenas depois do segundo café. haha Mas ele não deixa a boca sem nada, uma corzinha ainda fica.

O comparei com mais dois batons que achei parecido, sendo eles o Colan Marsala da Dailus Pro e o Bela da Bruna Tavares para Tblogs. Na boca, ele até lembra o Colan Marsala quando dá uma desbotada, já que o da Dailus é mais fechado e intenso. O Bela é mais puxado pro rosa, enquanto os outros dois pro marsala.

batom

Preço: Eu paguei por volta de R$39,00 na Panvel. Mas tem muuuuito mais barato por aí.

O que eu achei: Adoro os produtos da Vult, e com esse não foi diferente. Sei que são de qualidade por um preço mais “amigo”. Amei a cor, mesmo achando parecida com mais duas que tenho, ainda assim achei que valeu a pena, porque não é igual. Deixa os lábios com cor de saudável. Gostei desse formato e do fato de não precisar apontar, por conta do mecanismo retrátil.

IMG_2922

(Câmera frontal, sorry)

Essa foi a resenha de hoje, espero que tenham curtido. Alguém tem e concorda/discorda de algo? Conta pra mim!

Ah, e me segue no snap pra saber das comprinhas em primeira mão, é OliveiraaThaii 😉

Grande beijo,
Thai.

24aos24 Destaques

24aos24: Slow Fashion!

25 de julho de 2016

Oi gente!

Bem, desde que comecei a me interessar por blogs a ponto de querer criar o meu próprio, o que eu mais ouvir falar foi o termo Fast Fashion, que se baseia no consumo mais barato e mais acelerado, onde a quantidade é mais valorizada do que a qualidade. Eu sou uma consumidora de fast fashion, e sempre me considerei uma pessoa que preza pela quantidade do que pela qualidade, quando o assunto é roupas. Até pouco tempo quando o termo Slow Fashion me pegou de surpresa e fez com que eu quisesse ir a fundo nesse assunto, a ponto de quer adotar pra minha vida. Mas e aí, o que é slow fashion?

“O slow fashion é um conceito atual que busca produzir moda de forma consciente, sem afetar em demasia o meio ambiente procurando respeitar aspectos sociais e econômicos. Através da busca de novos caminhos que façam do design, confecção e consumo a seguir para uma vertente mais justa e responsável com o planeta e seus pertencentes.”

Tirei essa explicação do site da marca Orna, que é a marca das irmãs Alcântara do blog Tudo Orna. Tem mais coisas sobre o slow fashion e como isso é a cara da marca delas AQUI.

Outro post muito esclarecedor foi o que li no blog GWS, onde em um post de 2014 sobre o assunto, você pode ler AQUI. (Sério, leiam esse post, me abriu muito os olhos!) Por esse post ter uns dois anos que me surpreendi mais ainda em como todo mundo está mais interessado em propagar a ideia do fast fashion, do que o contrário. Porque sobre o slow fashion, quase ninguém fala. Mesmo a produção desenfreada sendo muito prejudicial pro meio ambiente.

Eu percebi a pouco tempo que tenho me interessado em comprar peças chaves pro meu guarda roupa. E com isso fazer combinações com coisas que já possuo. Acredito que quem já tem pouca grana pra gastar com roupa acaba fazendo isso naturalmente. Sempre apostando em compras mais conscientes. E não comprando coisas por impulso e descobrindo depois que não tem nada com o que combinar com tal peça. Compras em brechó, também é bastante incentivada nesse novo conceito. Já ouviram falar de armário-capsula? Tem tudo a ver com slow fashion. Também é um assunto muito legal pra se ler sobre. Vale lembrar que a compra consciente vai além disso. Saber o precedente das marcas também é um ponto importante. Talvez o mais importante.

Pode parecer até hipocrisia um post desse em um blog de moda, uma vez que é muito fácil ligar a moda ao consumo desenfreado. Mas mudar a forma de consumo e inserir esse conceito no guarda roupa, vai continuar sendo moda.

Esse desejo surgiu a pouco tempo, acredito que eu ainda tenho muito o que amadurecer em relação a essa ideia, ler mais, me inteirar mais sobre o assunto. Mas ter esse primeiro contato sobre o assunto me abriu um pouco os olhos e está diretamente ligado também a deixar de ser tão consumista. Espero poder conseguir me ajudar pra ajudar também vocês que tem interesse nesse novo estilo de consumo. Sei que a mudança não vai ser radical e nem de uma hora pra outra, mas uma pequena sementinha já foi plantada na minha consciência e sendo assim, pelo menos um pouquinho vai ser mudado.

E você, o que achou desse assunto? Você já é adepto, conhece ou nunca ouviu falar?  Vamos conversar sobre?

Grande beijo,
Thai.